CONHEÇA O GACC-RN

Quem Somos

O GRUPO DE APOIO À CRIANÇA COM CÂNCER DO RIO GRANDE DO NORTE (GACC-RN) é uma entidade de utilidade pública sem fins lucrativos, com uma diretoria formada exclusivamente por voluntários que,  há mais de 30 anos, apoia crianças e adolescentes em tratamento oncológico e hematológico na no estado do Rio Grande do Norte e de outros estados junto de suas famílias.

O grupo presta assistência integral às crianças e adolescentes com o intuito de amenizar-lhes carências financeiras e afetivas, assistindo-os direta ou indiretamente. Nossa missão é “Acolher e promover assistência às crianças e adolescentes em tratamento onco-hematológico, fortalecendo suas famílias e contribuindo para uma melhor qualidade de vida.”

O GACC-RN atende a cerca de 300 crianças de 152 municípios do Estado e seus acompanhantes. A sede funciona como um grande suporte para essas famílias. Os assistidos recebem apoio psicológico, nutricional, social e pedagógico, além de alimentação, hospedagem, fraldas, exames e medicamentos complementares e cestas básicas mensais.

Em seu estatuto, o GACC-RN tem por finalidade promover e desenvolver atividades educativas, recreativas e socioculturais, bem como coordenar programas e projetos de apoio assistencial, aperfeiçoamento de recursos humanos e desenvolvimento técnico-científico. 

DSC_0104.png

O Que Fazemos

A assistência oferecida pelo GACC-RN diz respeito a:

  1. Colaborar com o diagnóstico precoce e informações sobre o tratamento;

  2. Assistência psicossocial às crianças e acompanhantes nas diversas fases do tratamento;

  3. Traslados para hospitais, clínicas e unidades de saúde.

  4. Obtenção de medicamentos e exames complementares de baixa e média complexidade;

  5. Hospedagem e refeições para pacientes e familiares;

  6. Assistência nutricional para as crianças e adolescentes;

  7. Assistência odontológico aos assistidos;

  8. Doação mensal de cestas básicas para as famílias a depender da disponibilidade de produtos no GACC-RN;

  9. Resgate de pacientes em casos de abandono de tratamento;

  10. Assistência jurídica, quando possível, para as crianças, adolescentes e familiares;

  11. Realização de eventos que propiciem acesso à cultura, história local e entretenimento para as crianças assistidas e seus familiares;

  12. Auxílio funeral em caso de óbito do usuário;

  13. Promoção de campanhas com foco no diagnóstico precoce, cadastro de medula óssea, incentivo à doação de sangue e outras frentes que possibilitem a inserção de políticas públicas em prol da cura do câncer infanto-juvenil.